concelho

Concelho de Mértola

Voltar ao distrito   |   Beja   |   > Mértola   |   Moura   |   Serpa

 

Povoação

Gentilico :

Mertolense

2004

7 996 habitantes

2001

8 712 habitantes *

1849

10 757 habitantes

1801

9 617 habitantes

1758

9 508 habitantes **

 

Apelação

711

Mãrtulah

Antiguidade

Mírtilis Iulia

Myrtilis

 

Freguesias

Alcaria Ruiva

Espírito Santo

S. Miguel do Pinheiro

O concelho é constituído por 9 freguesias. Tem hoje uma area de 1.279,4 km² e uma densidade populacional de 6,8 habitantes por km². Em comparação, é quatro vez menos que a densidade do concelho de Beja.

 

Mértola "oppidum veteris" a que os fenícios deram o nome de Myrtilis - a nova Tiro - porque aqui se homiziaram alguns fenícios, quando Alexandre Magno invadiu a cidade de Tiro... Os fenícios criaram um importante porto comercial, mais tarde aproveitado pelos cartagineses, os romanos e os árabes. Nas terras do concelho existem vestígios de Mértola ter sido um entreposto comercial importante na Antiguidade.

 

Com a adopção do catolicismo pelos romanos, os cidadãos de Mértola acompanharam os sinais de mudança, facto testemunhado pelos vestígios arqueológicos representativos de locais de culto. Na Torre de Menagem do Castelo é atestada a presença dos visigodos dos séculos VI a IX.

 

Com a invasão dos Árabes, liderados por Tarik em 711, Mértola ganha uma nova dinâmica, passando a ser o porto mais Ocidental do Mediterrâneo. A excepcional posição geográfica no último troço navegável do Guadiana será determinante para o crescimento e apogeu de Mãrtulah. A cidade cresce e sobre o antigo Forúm romano é edificado um bairro almoada com as ruas a as habitações tradicionais árabes. Foi o período de maior dinamismo da urbe. Os Árabes deixaram uma fortaleza, posteriormente ocupada pelos cristãos, e uma mesquita que veio a ser transformada em igreja paroquial da sede do concelho.

 

Com a conquista do território de Mértola pelo comendador da Ordem de Santiago, Paio Peres Correia, em 1238 no reinado de D. Sancho II, iniciou-se o povoamento definitivo destas terras. Em Alcaria Longa existem diversos testemunhos da presença de comunidades pastoris. Os Cavaleiros da Ordem de Santiago receberam doação da vila e todo o seu território, que começou a perder importância. O Comércio com o Mediterrâneo perdeu fulgor e pouco a pouco a Vila começou a fechar-se sobre si própria.

D. Afonso III deu foral a Mértola 1250, foral que foi confirmado em 1287 por D. Dinis. D. Manuel I reformou foral a Mértola em 1512, sendo este século e o seguinte momentos de alguma retoma da antiga importância do porto de Mértola, donde partiam os cereais para abastecer as praças portuguesas do norte de África.

 

No final do século XIX, com a descoberta do filão mineiro em São Domingos o Concelho, em especial a margem esquerda do Guadiana, conhece uma nova época de prosperidade caracterizada por um acentuado crescimento demográfico. Em 1965, a Mina encerra definitivamente e a depressão económica assola centenas de famílias, que para assegurarem a sua sobrevivência são obrigadas a ir para a zona da grande Lisboa e estrangeiro.

 

Meus antepassados no concelho

Ao contrario da Reconquista da Idade Média, alguns dos meus antepassado eram do Algarve e subiram de geração em geração do extremo sul do país até a Beira Baixa (Covilhã). Nesta migração, dois deles pararam no concelho de Mértola, ao sul do Alentejo e a fronteira do Algarve.

1. Costodio Viegas (n° Sosa 1182) originario de São Brás de Alportel (distritto de Faro) casou com Maria Lourenço originaria de São Miguel do Pinheiro ao inicio do século XVIII.

2. Manoel Teixeira (n° Sosa 580) originario de Alcoutim (distrito de Faro) casou com Barbara Dias originaria de Espírito Santo.

 

Por enquanto, sou descobri um antepassado na freguesia de Alcaria Ruiva : João Rodrigues (n° Sosa 576).

Um século depois, Francisco dos Reis (n° Sosa 72), meu setimo avô, deixou a freguesia de Espírito Santo para ir casar-se no concelho de Beja.

 

Mapa das freguesias do concelho

Espírito Santo São Miguel do Pinheiro mapa

 

Fontes

bullet   Wikipedia

bullet   Camara de Mértola (a página Guia do visitante e património não exista mais)

bullet   Mértola online (a página não exista mais)

bullet   Pequenos mapas : www.freguesias.pt

memorias paroquiais

bullet   As memorias paroquiais de 1758 do concelho de Mértola - Joaquim Ferreira Boiça e Maria de Fatima Rombouts Barros

 *    Inquérito nacional "CENSOS" 2001

**   População de mais de 7 anos

 

Links

bullet   Campo Arquéológico de Mértola

bullet   Museu de Mértola (a página não exista mais)

bullet   Património Arquéológico de Niebla e Mértola

bullet   Estaticas de população, económicas...

 

 

Voltar ao distrito   |   Beja   |   > Mértola   |   Moura   |   Serpa

  

mail

Copyright © 2009-2016 / Frédéric De Sousa