concelho

Oliveira do Hospital

Voltar ao distrito   |   > Oliveira do Hospital   |   Tábua

 

Povoação

Gentilico :

Oliveirense

2001

22 112 habitantes *

1900

27 324 habitantes

1849

9 616 habitantes

1801

727 habitantes **

 

Apelação

?

Ulvária

 

Freguesias

Lagares

Lourosa

Penalva de Alva

S. Gião

S. Paio de Gramaços

Vila Pouca da Beira

 

O concelho é constituído por 21 freguesias, pelas vilas de Avô, Lagares da Beira e Seixo da Beira e pela cidade de Oliveira do Hospital. Tem hoje uma area de 234,55 km² e uma densidade populacional de 95 habitantes por km². O concelho encontra-se localizado no extremo Norte do distrito de Coimbra, confinando a Norte com o concelho de Seia, a Sul com o de Arganil, a Este com a Serra da Estrela e a Leste com o rio Mondego. Este rio separa o concelho do distrito de Viseu e a par com o rio Alva constitui o principal recurso hidrográfico do concelho.

 

A existência de um monumento megalítico no "Pinheiro des Abraços", embora já dentro do limite da freguesia da Bobadela, assegura-nos que a região de Oliveira do Hospital era já habitada na pré-historia, entre 5000 a 2000 anos antes de Cristo.

 

A actual sede de concelho nasce na época da 2ª cruzada, quando em São João de Jerusalém, na Terra Santa, é fundado um Hospital que irá receber os peregrinos doentes, estropiados e vítimas de ataques e assaltos, em tão longa caminhada que os levaria junto do Santo Sepulcro. Foi pois, no ano de 1120, que a Rainha Dª. Teresa, mãe de D. Afonso Henriques, fez a doação desta vila aos cavaleiros da referida Ordem. Tratava-se inicialmente de uma herdade entre Bobadela e Oliveira do Hospital, depois acrescentada em doações particulares e alargada nos seus domínios.

 

O primitivo nome da povoação havia sido Ulvária, que significa terreno alagadiço, onde há ulvas. De Ulvária terá derivado para Ulveira e daqui, por analogia e deturpação, para Oliveira. O nome «do Hospital» resulta exactamente da atribuição de uma Comenda à Ordem dos Monges de S. João de Jerusalém, Ordem dos Hospitalários, também conhecida por Ordem de Malta. Supõe-se mesmo que era exactamente em Oliveira do Hospital que a Ordem de Malta tinha a sua sede ou convento principal em edifício implantado no local onde actualmente se encontra o edifício dos Paços do Município e a Igreja Matriz.

 

Quando D. João III mandou fazer o Cadastro da População do Reino existiam na área do actual Concelho de Oliveira do Hospital, além desta, mais as seguintes Vilas ou Concelhos : Avô, Bobadela, Ervedal, Lagares, Lageosa, Lagos, Lourosa, Nogueira, Penalva de Riba d’Alva, S. Sebastião de Riba d’Alva, Seixo e Vila Pouca da Beira.

 

Oliveira do Hospital, por ser comendária, uma das mais rendosas da Ordem de Malta, gozou de grandes privilégios e fez carta de foral aos seus moradores. E em 27 de Fevereiro de 1514, D. Manuel I concedeu-lhe foral novo.

 

Meus antepassados no concelho

Meu avô paterno era desse concelho ; passou ao Este através a Serra da Estrela até Covilhã onde casou-se e teve três filhos, deixando para sempre as raizes oliverenses.

Minhas pesquisas genealógicas ja forneceram uma dezena de gerações no concelho.

 

Mapa das freguesias do concelho

Lagares da Beira Lourosa Penalva de Alva São Gião São Paio de Gramaços Vila Pouca da Beira Vila Pouca da Beira São Paio de Gramaços mapa

 

Fontes

bullet   Wikipedia : com um historical publicado em 1934 na publicação semanal "Voz de Oliveira"

bullet   Município de Oliveira do Hospital : resenha histórica do concelho

Enquadramento histórico

bullet   Enquadramento histórico et toponímia : livro de Francisco Correia das Neves, Edição do Município de Oliveira do Hospital

bullet   Pequenos mapas : www.freguesias.pt

 

 *    Inquérito nacional "CENSOS" 2001

 **  Certamente, a povoação da freguesia

 

 

 

 

 

 

Voltar ao distrito   |   > Oliveira do Hospital   |   Tábua

  

mail

Copyright © 2008-2016 / Frédéric De Sousa